quarta, 20 de junho de 2018 às 07h30

Assessor técnico participa de evento sobre uso seguro de medicamentos na assistência a saúde

O II Encontro Estadual de Segurança do Paciente foi realizado em Campo Grande

O assessor técnico do CRF/MS, Adam Macedo Adami, participou na manhã desta terça-feira (19) do II Encontro Estadual de Segurança do Paciente. O evento é voltado pra médicos, enfermeiros e farmacêuticos com foco em controle de infecções, uso racional de antimicrobianos e farmácia clínica.

O evento foi realizado na UFMS pela Coordenadoria Estadual de Vigilância Sanitária – CVISA/SGVS/SES/MS, através do Comitê Estadual de Segurança do Paciente (CESP/MS).

Dr Adam e a farmacêutica Maria Augusta, responsável pelo hospital do coração de MS, participaram da mesa Redonda: administração segura de medicamentos.

Falhas na medicação do paciente é um problema frequente em unidades hospitalares de todo o mundo.
A principal delas envolve a administração equivocada de medicamentos no que tange à dose, via de administração e seleção do fármaco.
O programa de segurança no uso de medicamentos envolve o conceito dos cinco certos:
Paciente certo, Medicamento certo, Dose certa, Via certa e Horário certo.
Os resultados devem ser monitorados por meio de indicadores de processo e de resultado para se medir o nível de proteção ou de segurança do paciente quanto à falhas de medicação.

Segundo Adam Adami, os serviços de saúde devem seguir protocolos e implantar barreiras desenvolvidas com o objetivo de se evitar falhas desde a prescrição até a administração. Nesse processo, treinamentos e capacitações de toda equipe assistencial é primordial. Além disso, recomenda-se que os medicamentos trazidos pelo paciente sejam entregues à equipe da farmácia ou da enfermagem, para que o farmacêutico clínico faça a reconciliação medicamentosa dos medicamentos que ele já tomava antes da internação.

Os hospitais brasileiros devem implementar 06 metas internacionais de segurança do paciente que foram estabelecidas pela Joint Commission International (JCI), em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS). São elas:

Identificar o paciente corretamente
Melhorar a comunicação efetiva
Melhorar a segurança dos medicamentos de alta-vigilância
Assegurar cirurgias com local de intervenção correto, procedimento correto e paciente correto
Reduzir o risco de infecções associadas aos cuidados de saúde
Reduzir o risco de lesões ao paciente, decorrente de quedas

O objetivo dessas metas é promover melhorias específicas na segurança do paciente por meio de estratégias que abordam aspectos problemáticos na assistência a saúde, apresentando soluções baseadas em evidências para esses problemas.

Fonte: Comunic.Ativa - Assessoria de Imprensa

Notícias relacionadas

sexta, 20 de julho de 2018 às 17h00 | Farmacêutico

CRF/MS assina contrato com empresa vencedora de licitação

Licitação de materiais gráficos

sexta, 20 de julho de 2018 às 15h50 | Farmacêutico

Prazo de validade das receitas no Brasil

De uma maneira geral, as receitas no Brasil tem validade de 30 dias

quarta, 18 de julho de 2018 às 08h00 | Farmacêutico

Acabou de se formar? Saiba o passo a passo para fazer o registro no CRF/MS

Para o exercício da profissão é obrigatório o registro no CRF da jurisdição que irá atuar.

Av. Rodolfo José Pinho, 66 - Campo Grande - MS | 79004-690 - (67) 3325-8090

Desenvolvido pela dedicada equipe