REUNIÃO DOS CONSELHOS DE CLASSE COM O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE DE CAMPO GRANDE - Farmacêutico - Notícias - CRF-MS

quarta, 27 de janeiro de 2021 às 09h00

REUNIÃO DOS CONSELHOS DE CLASSE COM O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE DE CAMPO GRANDE

Pauta: vacinação de profissionais de saúde da rede privada em Campo Grande

O Presidente do CRF/MS, Dr. Flávio Shinzato, participou de uma reunião por videoconferência com o secretário municipal de saúde de Campo Grande, Dr. José Mauro Filho, nesta terça-feira (26/01). Também participaram, representantes dos demais conselhos de classe da área da saúde como COREN/MS, CRO/MS, CRMV, CRP, CREF11/MS, CREFITO, dentre outros.

A reunião teve como objetivo principal realizar um levantamento do universo de profissionais de saúde a serem vacinados e traçar estratégias de vacinação contra a COVID-19 dos profissionais da saúde de Campo Grande.

Os farmacêuticos assim como os demais profissionais da saúde fazem parte do grupo prioritário do Programa Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19, definido pelo Ministério da Saúde. Mas, diante do número ainda pequeno de doses disponíveis, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande destinou, prioritariamente, as doses iniciais recebidas, aos profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate ao Coronavírus e que portanto, atuam no cuidado direto ao paciente com Covid-19 na rede hospitalar e nas unidades de urgência/emergência.

Para imunizar todos os profissionais da saúde da Capital, a Secretaria de Saúde está realizando um levantamento. Durante a reunião, o Secretário de Saúde de Campo Grande enfatizou que a Sesau planeja imunizar todos os profissionais de saúde, da rede pública e privada, e no momento recebeu doses insuficientes para imunizar todos os profissionais de saúde e pessoas do grupo prioritário definido no PNI. Em sua fala, o Secretário de Saúde informou que à medida que mais doses forem recebidas pela Sesau, os profissionais de saúde serão vacinados e vão receber as doses das vacinas que estiver disponível (Coronavac/Butatan ou a da Oxford/Astrazeneca/FioCruz) e estudamos utilizar locais como o Estádio Quanandizão, instalando 10 mesas de vacinação simultânea. Além disso, recomendou aos Conselhos de Classe que informem os profissionais de saúde inscritos que os profissionais interessados em receber a vacina deverão fazer o cadastro no sistema de identificação criado pela Prefeitura de Campo Grande para esta finalidade: vacina.campogrande.ms.gov.br

Durante a reunião virtual, o Presidente do CRF/MS, Dr. Flávio Shinzato defendeu a posição de que todos os farmacêuticos da Capital sejam vacinados, sem distinção do local de atuação, seja rede pública ou privada de saúde, e solicitou que os farmacêuticos que trabalham nas farmácias da rede privada não sejam deixados em segundo plano.

Em sua fala, Shinzato lembrou que os farmacêuticos também atuam na linha de frente no atendimento à população neste período de pandemia. Os Farmacêuticos são profissionais de saúde essenciais e estão no grupo prioritário do PNI, necessitando serem vacinados de maneira prioritária tal qual os demais profissionais de saúde, pois as farmácias, as drogarias e os laboratórios de análises clínicas, na maioria das vezes, são o primeiro local em que o paciente infectado visita em busca de medicamentos, atendimento ou exames, as farmácias, inclusive estão realizando testes rápidos sorológicos e de detecção de antígenos em pacientes sintomáticos ou com suspeita de Covid-19, expondo sobremaneira o farmacêutico à contaminação pelo Coronavírus e ao adoecimento pela COVID-19. “Antes mesmo da população ir procurar um hospital ou realizar exames para confirmar a infeção pelo Coronavírus, constatamos que os estabelecimentos de saúde mais diretamente impactados são os estabelecimentos farmacêuticos (farmácias, drogarias e laboratórios) e os profissionais desses estabelecimentos acabam sendo o primeiro local de contato com casos positivos e assim representam no cenário epidemiológico locais de contágio, transmissão e disseminação inicial da Covid-19 para à comunidade, fato que justifica a necessidade de incluir o farmacêutico nos grupos prioritários ou nas etapas iniciais dos planos de imunização contra a Covid-19”, completa Flávio Shinzato.

Ao final da reunião, o CRF/MS se comprometeu a enviar à Sesau a relação dos profissionais farmacêuticos que residem em Campo Grande com inscrição ativa, para que as doses necessárias para sua imunização sejam calculadas e reservadas com segurança. Além disso, colocou sua estrutura física, empregados e veículos à inteira disposição da SESAU para serem utilizados durante a campanha de vacinação.

Sistema de identificação de grupos prioritários – Para agilizar o processo de identificação das pessoas pertencentes aos grupos prioritários para imunização contra a COVID-19, a Sesau lançou o sistema de identificação prévia que pode ser acessado através do site: vacina.campogrande.ms.gov.br. Neste primeiro momento, somente pessoas acima de 75 anos e profissionais de saúde deverão se cadastrar.

Neste sistema, os profissionais de saúde e às pessoas do grupo prioritário aptas a receber a vacina nesta fase, poderão realizar a sua identificação online e enviar os documentos obrigatórios;
A identificação prévia busca garantir um atendimento mais rápido nos locais de vacinação e evitar grandes aglomerações.
 

Fonte: CRF/MS - Imprimir

Voltar

Notícias relacionadas

Av. Rodolfo José Pinho, 66 - Campo Grande - MS | 79004-690 - (67) 3325-8090 - crfms@crfms.org.br

Desenvolvido pela dedicada equipe